quinta-feira, 27 de Janeiro de 2011

Maktub


"Os monges zen quando querem


meditar sentam-se diante de


uma rocha: «Agora vou espe-


rar que esta rocha cresça um pouco», pen-


sam.




Diz o mestre:


Tudo à nossa volta está a mudar


constantemente. A cada dia, o Sol ilumina


um mundo novo. Aquilo a que chamamos


de rotina está repleto de novas propostas


e oportunidades. Mas não percebemos que


cada dia é diferente do anterior.


Hoje, em algum lugar, um tesouro


espera-o. Pode ser um pequeno sorriso, po-


de ser uma grande conquista - não impor-


ta. A vida é feita de pequenos e grandes


milagres. Nada é aborrecido porque tudo


muda constantemente. O tédio não está


no mundo mas na maneira com vemos


o mundo.


Como escreveu o poeta T. S. Eliot:


«Percorrer muitas estradas / voltar para casa


/ e olhar tudo como se fosse pela primeira vez.»"




in Maktub de Paulo Coelho

3 comentários:

  1. Adorei :)

    Obrigada pela partilha

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  2. Querida Carla,
    Como tinha saudades do teu espaço! Não me esqueci de ti, acredita.
    A vida tem feito das suas e..., os tempos estão a ser complicados.

    Mas é muito bom entrar aqui e ler o que partilhas.
    Gostei imenso. Pena que nem todos partilhem deste pensamento.

    Beijo da amiga Luz

    ResponderEliminar